NOITE NO IATE – Dalton Melo de Andrade

NOITE NO IATE – Agradável e memorável nossa reunião no Iate Clube, no dia 10, última sexta-feira. Entrega de medalhas à vários homenageados, a cuja solenidade fui convidado pelo presidente do Conselho Deliberativo, Pedro Siqueira, e pelo Comodoro, Kaleb Campos Freire. Ambos vêm fazendo uma ótima administração. Nessa ocasião, iam aproveitar o momento para inaugurar […]

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL II – Dalton Mello de Andrade

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL II – Continuando o assunto, vou comentar sobre dois documentários que vi no Netflix. Hoje, tanto neste site como em muitos outros, já existe uma quantidade razoável de filmes discutindo o assunto, mostrando seu lado positivo e seus pontos negativos. Esses sobre os quais falarei são exemplos disso. Chamo a atenção para um […]

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL – Dalton Melo de Andrade

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL – Eis o assunto da moda. Você não liga uma TV, não escuta um rádio, não usa a Internet, que não seja assaltado por esse assunto – inteligência artificial. Aliás, de extremo interesse e merecedor de todos os comentários. Com estes é que se precisa ter cuidados, pois os há dos mais objetivos […]

CURIOSIDADES – Dalton Mello de Andrade

CURIOSIDADES – Dizem que curiosidade, especialmente se exagerada, é falta de educação. Concordo, mas, convenhamos, é uma das coisas da vida que não podemos dispensar. Sem dúvida, traz em si o germe, o espírito, do conhecimento. Ajuda, e muito, na sua educação, inclusive mostrando momentos em que o seu limite não deve ser extrapolado. Ultimamente, […]

COISAS E ETC – Dalton Mello de Andrade

COISAS E ETC – Amigos, corajosos, têm cobrado meus escritos. Na verdade, como diria minha mãe, “deixe de ser relapso”. Mas, como penso sempre dizer o que me passa pela cabeça, tenho mesmo sido vencido pela preguiça, que mereceu até um dos melhores versos do escritor cearámirinense Juvenal Antunes, “Elogio à Preguiça”. Para quebrar essa […]

TÊNIS – Dalton Mello de Andrade

TÊNIS – É um esporte que vem despertando interesse no Brasil, nos últimos anos, em crescendo depois de Maria Esther Bueno e Guga, grandes vencedores dos principais torneios europeus, Wimbledon e Roland Garros. Hoje, já começam a surgir novos jogadores com boa perspectiva de bem representarem nosso país. Mas, o que quero é falar um […]

REMINISÊNCIAS III – Dalton Mello de Andrade

REMINISÊNCIAS III – Natal saiu de seu sono provinciano e acordou como uma cidade em efervescência! Para os que moravam aqui nessa época, a sensação que se tinha é de total mudança nos costumes e comportamentos. E, diga-se logo, mudança para melhor. Para mim, foi uma mudança da água para o vinho. Muitos me consideravam […]

HISTÓRIA ANTIGA – Dalton Mello de Andrade

HISTÓRIA ANTIGA – História antiga. Gosto de histórias antigas. Esta me leva aos meus primeiros dias de adolescente, início dos anos quarenta, a Segunda Guerra em seu auge, os alemães dominando tudo e ameaçando ocupar o Egito e o Norte da África, uma ameaça ao Atlântico Sul e às Américas, começando por Natal, local mais […]

REMINISCÊNCIAS II – Dalton Mello de Andrade

REMINISCÊNCIAS II – Entrei no Atheneu em 1942 e foi um mundo novo que se abriu. Fiquei “dono” do meu tempo e decidia o que fazer. Os professores ensinavam cada um suas matérias, você assistia essas aulas se quisessem, e tinham total liberdade. Claro, você sabia suas obrigações e a grande maioria comparecia as aulas. […]

REMINISCÊNCIAS – Dalton Mello de Andrade

REMINISCÊNCIAS – Dias passados escrevi sobre envelhecer. Queiram ou não, é o futuro, que cada dia fica mais curto. Com 92 anos, meu futuro está a dobrar a esquina. Hoje, falo do passado. Comecei a tomar conhecimento das coisas, e guardá-las na memória, a partir dos cinco anos. A primeira lembrança foi da Intentona Comunista. […]

ENVELHECER – Dalton Mello de Andrade

ENVELHECER – Dias fazem que não escrevo uma linha. Nos primeiros dias, foi problema de saúde. Andei meio pitimbado, e sem coragem para nada. Depois, confesso, foi uma doença chamada preguiça, que é boa e ruim ao mesmo tempo. Nestes dias “parados”, andei pensando um bocado e um desses pensamento constantes foi a arte de […]

CRÔNICAS – Dalton Mello de Andrade

CRÔNICAS – Sempre quis escrever. Os afazeres diários me afastaram dessa atividade que, no meu tempo de mais jovem, se complicativa pelo uso da máquina de escrever tradicional. Inconveniente, barulhenta, difícil de corrigir. Coisas que o computador nos fez esquecer. Quando me aposentei, comecei a escrever alguma coisa, que publicava esporadicamente. De repente, estava escrevendo […]

BARBA – Dalton Mello de Andrade

BARBA – Fiz uma jura de que não escreveria mais nada sério. Ia escrever para me divertir e, se alguém lesse e gostasse, também se divertisse. Mas, hoje quebrei minha promessa e vou tratar de um assunto, no meu entender, seriíssimo. Fazer ou não fazer a barba. De saída, confesso que tinha preguiça de fazer […]

REMINISCÊNCIAS – Dalton Mello de Andrade

REMINISCÊNCIAS – História antiga. Gosto de histórias antigas. Esta me leva aos meus primeiros dias de adolescente, início dos anos quarenta, a Segunda Guerra em seu auge, os alemães dominando tudo e ameaçando ocupar o Egito e o Norte da África, uma ameaça ao Atlântico Sul e às Américas, começando por Natal, local mais próximo […]

RIQUEZA – Dalton Mello de Andrade

RIQUEZA – Completei 91 anos. Essa é minha riqueza. Chegar na minha idade, com saúde razoável e suficiente para o consumo, mas com a cabeça tinindo, não é fácil. É bem verdade que me ajudei. Nunca fiz exageros, sempre fui controlado, quase não fumei, pois comecei influenciado pelos colegas do Atheneu, mas deixei logo, tinha […]

MINHA TIA TOIA – Dalton Mello de Andrade

MINHA TIA TOIA – Maria Vitória. Mas, todos a chamavam de Toia. Acho que já devia ter uns quatro ou cinco anos quando fui saber que o seu nome era “Maria Vitória”. E há um fato curioso, que me foi contado pela filha dela, Dinah. Toia não tinha sobrenome, pois foi registrada como “a pequena […]

CURIOSIDADES – Dalton Mello de Andrade

CURIOSIDADES – Gosto muito de ouvir música no YouTube, principalmente pela variedade e, às vezes, surpresas muito agradáveis. Geralmente, escolho a primeiras música e deixo ao critério dele a escolha das seguintes. Quando não quero ouvir, muda logo para outra. Ontem, ocorreu um fato interessante. Um programa recordando Tony Bennet, que tem ótimas músicas, do […]

VOVÓ EMÍLIA – Dalton Mello de Andrade

VOVÓ EMÍLIA – Minha avó era uma figura excepcional. Total liderança dentro de casa. Meu avô aceitava isso tranquilamente. Tinha a casa organizada e tudo funcionando à contento. E eu, que passava praticamente todos os fins de semana com eles, nunca vi ou ouvi uma discussão entre os dois, por menor que fosse. Como todas […]

INSPIRAÇÃO – Dalton Mello de Andrade

INSPIRAÇÃO – Vou confessar uma coisa. Ando sem inspiração. Não quero comentar sobre políticas, governos, pandemias, nada que me traga desprazer, sofrimento, raiva, tristeza. Quero momentos alegres, vida plena, despreocupação, felicidades, coisas boas. Mas, olho em redor, e o que vejo? Tristeza, sofrimento, brigas, desentendimentos, ganância, safadezas. Não dá. Por isso, fico olhando para esse […]

MEU TIO VIVI – Dalton Mello de Andrade

MEU TIO VIVI – Veríssimo de Mello. Meu tio Vivi. Com essas minhas lembranças de Vivi, encerro a “trilogia” dos meus trios, todas grandes figuras, de cujas amizades e intimidades tive o prazer de ter. Vivi era o seu nome de guerra. Raramente alguém o chamava de Veríssimo. Meu avô gostava de nomes diferentes e […]