Presidente da FIERN participa de fórum no EEBA sobre pequenas e médias empresas

Qualificação profissional, crédito, burocracia, dificuldades e oportunidades de negócios entre indústrias do Brasil e da Alemanha foram alguns dos temas abordados no fórum “Parceria em Pequenas e Médias Empresas: Ambiente de Negócios e Facilitação de Comércio”, nesta terça-feira, 14, no 35º Encontro Brasil Alemanha (EEBA), realizado na Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS).

O evento foi aberto ontem (13) e encerra hoje (14). É uma iniciativa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e da Federação das Indústrias Alemã (BDI), em parceria com a Associação das Câmaras de Comércio Alemãs no Brasil (AHK) e a Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS).

Amaro Sales reconheceu que as micro e pequenas indústrias conseguiram avanços no Brasil nos últimos anos, como por exemplo, mais recentemente, a criação do Portal Único do Comércio Exterior, mas que ainda existem dificuldades com relação a linhas de financiamento para o segmento.

Segundo o presidente da FIERN e do COMPEM/CNI, os principais problemas enfrentados por micro e pequenas empresas que operam no comércio exterior referem-se ao custo dos transportes e as altas tarifas cobradas por protos e aeroportos, ao lado do excesso e complexidade das leis, itens integrantes do chamado “Custo Brasil”.
Apesar desses entraves, o industrial acredita estão ocorrendo avanços. “Em 2016, do total de empresas que exportaram no Brasil, 75% eram de micro, pequeno ou médio porte. Entretanto, essas empresas ainda contribuem pouco para o valor exportado pelo país: apenas 6%”, disse, lembrando que o valor agregado ainda é um desafio. Para Amaro Sales é preciso o empresário brasileiro perder o medo do mercado externo.

Estiveram presentes ao evento o vice-presidente da FIERN, Pedro Terceiro de Melo, o Diretor Heyder Dantas, o superintendente de Estratégias e Articulação, Hélder Maranhão, a Gerente de Relações Públicas, Dodora Guedes, o Gerente do Centro Internacional de Negócios (CIN-FIERN), Luiz Henrique, o diretor do Sebrae, Eduardo Viana, e o cônsul honorário da Alemanha em Natal, Axel Geppert.

 

Fonte: FIERN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *