O dia da Infantaria e do seu Patrono



AB MARCELINO PEREIRA

Marcelino Pereira

Ontem, dia 24 de maio, foi comemorado em todo o Brasil o Dia da Infantaria do Exército Brasileiro. Uma data criada para homenagear seu patrono, o Brigadeiro  Antônio de Sampaio.

Antônio de Sampaio nasceu em 24 de maio de 1810, na cidade de Tamboril, estado do Ceará. Filho de Antônio Ferreira de Sampaio e Antônia Xavier de Araújo, ele foi criado e educado pelos pais no ambiente simples dos sertões. Desde cedo ele revelou interesse pela carreira militar, galgando postos por merecimento, graças a inúmeras emonstrações de bravura, tenacidade e inteligência.

Sampaio foi Praça em 1830; Alferes em 1839; Tenente em 1839; Capitão em 1843; Major em 1852; Tenente-Coronel em 1855; Coronel em 1861 e Brigadeiro em 1865. Ele sempre teve atuação destacada nas batalhas e guerras da fase do Império das quais participou.

Dentre essa batalhas, destacam-se: Icó (CE), 1832; Cabanagem (PA), 1836; Balaiada (MA), 1838; Guerra dos Farrapos (RS), 1844-45; Praieira (PE), 1849-50; Combate à Oribe (Uruguai), 1851; Combate à Monte Caseros (Argentina), 1852; Tomada do Paissandu (Uruguai), 1864; e Guerra da Tríplice Aliança (Paraguai), 1866.

Sampaio foi condecorado por seis vezes, no período de 1852 a 1865, por Dom Pedro II, então Imperador do Brasil.

Homem puro e patriota, Sampaio destacava-se por ser capacitado, corajoso e inteiramente dedicado à vida militar. Exemplo de exponencial bravura, foi consagrado Patrono da Arma de Infantaria do Exército Brasileiro pelo Decreto nº 51.429, de 13 de março de 1962.

A Infantaria é a mais antiga Arma do Exército Brasileiro e é formada por soldados que podem combater em todos os tipos de terreno e sob quaisquer condições meteorológicas, podendo utilizar diversos meios de transporte para se deslocar ao campo de batalha. Considerada desde a antiguidade a principal força combativa de um exército, ela tem como principal missão conquistar e manter  o terreno, aproveitando a capacidade de progredir em pequenas frações, de difícil detecção e grande mobilidade.

As nossas atuais unidades da Infantaria brasileira distinguem-se por diferentes especialidades: Motorizada, Blindada, Paraquedista, Leve (Aeromóvel), de Selva, de Montanha, de Caatinga, de Polícia do Exército e de Guarda.

E por todas essas razões, presto aqui a minha singela homenagem à Infantaria brasileira e ao seu Patrono, pela passagem do dia que que a eles foi dedicado.

Marcelino Pereira2. Ten de INF da Reserva do EB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *