VIRAMUNDO 18 – Jaécio Carlos



VIRAMUNDO 18 –

Josefa Salomão, conhecida por Zefinha, é uma revolucionária ativa. Estudava na faculdade de Jornalismo e seu grande sonho era ser apresentadora do Jornal Nacional onde foi uma das candidatas. Não passou no teste pois sua voz, meio fanhosa, não dava nos padrões da emissora.

Zefinha se revoltou.- Só porque eu sou nordestina, eles não me quiseram.

Zefinha voltou pra Jardim de Piranhas, uma cidadezinha no interior do Rio Grande do Norte, perto de Caicó. Curtiu um pouco a solidão e veio pra Natal continuar os estudos.  Mas seu comportamento mudou também. Passou a se revoltar contra tudo e com todos. Bagunçava nas aulas fazendo perguntas “de bolso” aos professores que se irritavam e muitas vezes a colocavam pra fora da sala de aula.

– Sou nojenta mesmo. Depois que a Globo não me quis, agora nada me interessa. Só bagunçar. Queria fumar dentro da sala de aula, mesmo sabendo que era proibido. Batia nas pessoas e não pedia desculpas e de vez em quando encarava e perguntava, agressivamente, – qualé?

Não passou de ano e ganhou muitos inimigos, menos a Terezinha Cocada que adorava seu jeito descontrolado. Passaram a viver juntas num “apertamento” no bairro Planalto, em Natal.  Começaram a fazer missangas, pulseirinhas e outros babados para venderem no calçadão do Midway, sentadas no chão, oferecendo produtos aos passantes. Tinha dia que não vendia nada e aí a barra apertava.

Zefinha resolveu então se filiar a um partido político e se candidatar a deputada federal. Recebeu a ajuda financeira, fez uma campanha pífia, não se elegeu e agora quer ser vereadora lá em Jardim de Piranhas, cidade natal.

– Zefinha, quanto ganha um vereador lá na sua cidade?

– Sei lá. O que vier é lucro. Lá a gente só trabalha às quartas feiras à noite. O resto é pra vadiar.

– Quais são seus projetos, propostas, ideias?

– Só tenho um tema, um chavão: ZEFINHA, A VEREADORA MINHA.

– Você acha que ganha a eleição com esse tema?

– Mermão o que me interessa é a grana que vou receber do partido. Se ganhar tá bom, se não ganhar tá bom do mesmo jeito.

– Em quem você se inspira pra ser política?

– Maria do Rosário, a deputada federal.

 

 

Jaécio Carlos –  Produtor e apresentador dos programas Café da Tarde e Tribuna Livre, para Youtube.

As opiniões emitidas nos artigos/crônicas são de responsabilidade dos colaboradores

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *