Um exemplo a ser seguido

FERNANDO JORGE

Fernando Jorge

Precisa chegar à eleição para poder trabalhar? Claro que não.

Pois é.

Vejo poucos políticos trabalhando em prol do povo no início de seus mandatos. Há uma preocupação desmedida com as futuras eleições. É como se o processo eleitoral continuasse em turnos e returnos, infindáveis.

Os poucos políticos que percebo, em destaque, e são poucos e raros mesmo, tem trabalhado incansavelmente buscando melhorias para o povo, não somente nos debates no Congresso ou Senado, mas participando ativamente em seu estado de origem ou até mesmo intermediando situações pró-estado em diversos segmentos.

O maior exemplo de trabalho neste estado, sem dúvida, ao meu ver, é o da Senadora Fátima Bezerra. Não foi à toa que se elegeu, vencendo Vilma, uma política experiente.

Vejo a Senadora em todos os lugares. E notem que o seu mandado está apenas começando.

Não sou amigo da Senadora, não sou filiado a nenhum partido, nem tampouco sou simpatizante do PT, aliás, o Partido PT tem dado maus exemplos por todo esse país. Mas como cidadão, eu não posso deixar de observar e enaltecer o seu trabalho em prol do Rio Grande do Norte.

A Senadora Fátima Bezerra, professora por formação, se destaca no segmento da educação. Foi de sua autoria muitos projetos voltados para a escola, o que a qualifica como uma política com expertise nessa área. Quando fala sobre o assunto, fala com a autoridade e personalidade.

Percebo também na Senadora, uma grande coerência política. Seus apoios são medidos e dentro daquilo que defende ideologicamente, mesmo às vezes contrariando a maioria do partido, sem, contudo, com isto, caracterizar-se como rebeldia ou infidelidade partidária. Se bem que a Senadora poderia até estar em outro Partido Político, o que seria mais adequado.

Enfim, seria muito bom que os políticos de nosso estado pudessem espelhar-se na Senadora para poder desenvolver um bom trabalho em retribuição ao voto dado pelo povo.

Eu estou muito satisfeito com o trabalho da Senadora Fátima Bezerra. Um exemplo a ser seguido.

Fernando JorgeContador e Cidadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *