Sesap confirma mais 129 casos da variante delta identificados no Rio Grande do Norte



Laboratório Central do Rio Grande do Norte (Lacen), passa a realizar testes para coronavírus  — Foto: Ayrton Freire/Inter TV Cabugi

Laboratório Central do Rio Grande do Norte (Lacen), passa a realizar testes para coronavírus — Foto: Ayrton Freire/Inter TV Cabugi

O Laboratório Central do Rio Grande do Norte (Lacen-RN) recebeu a análise de amostras enviadas à Fiocruz que confirmou mais 129 casos da variante delta, da Covid-19, no Rio Grande do Norte. Com isso, o estado soma 173 amostras positivas em 30 municípios.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesap), os resultados são de amostras coletadas nos meses de agosto e setembro.

O maior número de casos é do município de Parnamirim (43), seguido por Goianinha (10) e Nísia Floresta (7). A capital, Natal, tem 5 amostras positivas para a variante delta.

“Isso confirma o nosso raciocínio e a nossa informação anterior de que nós temos a variante delta com a transmissão comunitária já no estado há pelo menos 30 dias. Cada vez que a gente identifica essas novas amostras, a gente entende realmente como ela circula e por todo o RN. Então, é nesse sentido que a gente começa a trabalhar, entendendo a prevalência da variante delta, como a variante que é a partir de agora, deve ter uma manifestação muito maior no estado”, pontuou a subcoordenadora de vigilância epidemiológica, Diana Rêgo.

A pasta reforçou a necessidade de manutenção das medidas sanitárias, como uso de máscara e álcool gel, além da vacinação.

O uso da máscara continua como obrigatoriedade no estado em todos os ambientes, sejam públicos, fechados ou abertos, e também o distanciamento social. Mesmo com eventos de massa, o decreto atual exige que todos os estabelecimentos peçam das pessoas esse cartão de vacina. Então são ações que tem sido feitas para minimizar e manter essa situação que nós consideramos confortáveis”, disse a subcoordenadora.

Municípios e quantidade de diagnósticos

  • Açu 2
  • Alto do Rodrigues 1
  • Antônio Martins 1
  • Brejinho 1
  • Caicó 6
  • Canguaretama 2
  • Ceará-Mirim 2
  • Equador 4
  • Extremoz 5
  • Guamaré 3
  • Goianinha 10
  • João Câmara 6
  • Jucurutu 1
  • Macaíba 5
  • Marcelino Vieira 1
  • Natal 5
  • Nísia Floresta 7
  • Nova Cruz 1
  • Parazinho 1
  • Parnamirim 43
  • Santa Cruz 1
  • São João do Sabugi 1
  • São José de Mipibú 5
  • São Gonçalo do Amarante 5
  • São Miguel do Gostoso 2
  • Senador Elói de Souza 2
  • Tibau do Sul 2
  • Timbaúba dos Batistas 2
  • Touros 1
  • Vera Cruz 1

Delta no RN

A Secretaria Estadual de Saúde confirmou os dois primeiros casos da variante delta no RN no dia 24 de agosto em duas pacientes de Natal.

O terceiro caso foi identificado no dia 27 de agosto. O paciente, do sexo masculino, tem relação familiar com um dos dois primeiros casos identificados.

No mesmo dia, a Secretaria Municipal de Saúde de Natal confirmou a transmissão comunitária da variante delta na capital.

No dia 14 de setembro o estado confirmou mais 27 casos da variante delta. No dia anterior, o Instituto de Medicina Tropical da UFRN havia confirmado quatro casos da variante delta em Mossoró.

De acordo com as autoridades estaduais, a variante está circulando por transmissão comunitária – quando já não é possível saber de quem o paciente pegou a doença – e os estudos apontam que ela conta com um alto potencial de transmissão.

Fonte: G1RN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *