Número de mortos nos EUA por complicações relacionadas à Covid-19 passa de 1000



Vários passageiros usam máscaras na tentativa de evitar a contaminação pelo novo coronavírus no metrô, no distrito do Brooklyn, em Nova York, na quarta-feira (25) — Foto: David Boe/AP

Vários passageiros usam máscaras na tentativa de evitar a contaminação pelo novo coronavírus no metrô, no distrito do Brooklyn, em Nova York, na quarta-feira (25) — Foto: David Boe/AP

O número de mortos nos Estados Unidos por complicações relacionadas à Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, chegou a 1050 na madrugada desta quinta-feira (26), de acordo com a Universidade Johns Hopkins.

A maior parte das mortes foi registrada na cidade de Nova York (280). A cidade adotou medidas restritivas drásticas para conter a disseminação do vírus. Restaurantes, bares, escolas, museus e shows da Broadway foram fechados. O Elmhurst Hospital Center chegou a registrar 13 mortes em um só dia e o sistema de saúde está operando em sua capacidade máxima.

O Senado americano aprovou, por ampla maioria, o pacote de estímulos de US$ 2 trilhões para aliviar as consequências da pandemia sobre a economia do país. O plano deverá auxiliar trabalhadores, empresas e o sistema de saúde. Os Estados Unidos são o terceiro país com maior número de infecções pelo novo coronavírus, atrás de China (81.731) e Itália (74.386). E na semana encerrada em 21 de março, 3,2 milhões de americanos entraram na fila do seguro desemprego.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *