As futilidades e suas manchetes.

FERNANDO JORGE

Fernando Jorge

Pois é.

Estou cansado de abrir jornais, blogs, portais e etc. e me deparar com as seguintes frases (lides):

DNA prova que filho não é de FULANO;

FULANA briga com a sua Empresária;

FAMOSOS adoram carros velozes;

BELTRANO namora uma diretora global;

BELTRANA estreia na Record;

Chega!

E eu com isso? O que essas notícias acrescentam em nossas vidas? NADA!

Precisamos de informações importantes.

Nossas crianças estão sendo “educadas” por essa sociedade do consumismo das futilidades e das fofocas.

Hoje, os brinquedos são eletrônicos. Nada contra a tecnologia, muito pelo contrário, mas a criatividade em muitos casos fica para trás, substituída pelas respostas prontas, obtidas sem nenhum esforço cerebral.

Os programas de televisão, em sua maioria, exploram o corpo e a sensualidade. Os poucos que ainda acrescentam alguma coisa são muito tarde ou em TV por assinatura.

Os jornais escritos por sua vez, 80% de seus espaços são destinados à propaganda. É claro que a mídia tem que se sustentar, mas é óbvio que o exagero nas publicidades afasta o leitor que quer ler notícias.

E notícias meus amigos, não significa noticias ruins. Pode-se noticiar sobre um novo livro que está sendo publicada, uma boa música que foi composta, uma exposição de artes que está fazendo o maior sucesso, um empreendedor que tem se destacado em seu ramo de negócio, um atleta que vem fazendo a diferença. Enfim, alimentar a positividade.

Eu se tivesse os meios liderava uma campanha pela boa notícia.

E você, tem essa condição? Então vamos fazer.

Fernando JorgeContador e Cidadão

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *