10 de janeiro de 2020

CRIMES ECONÔMICOS I – Marcelo Alves Dias de Souza

CRIMES ECONÔMICOS I – Atualmente, uma das grandes preocupações do direito e das autoridades brasileiras, sobretudo daquelas verdadeiramente preocupadas com o futuro do nosso país, é a investigação e a persecução penal da nossa velha conhecida “corrupção” e dos denominados “crimes econômicos”. Aceitando “impositivo” convite do meu amigo Ivan Lira, […]
31 de dezembro de 2019

CARDOZO, O DIREITO E A LITERATURA – ​Marcelo Alves Dias de Souza

CARDOZO, O DIREITO E A LITERATURA – ​Já faz muito tempo, eu escrevi aqui sobre Benjamin N. Cardozo (1870-1938), que foi juiz da Suprema Corte dos Estados Unidos da América e um dos maiores juristas que aquele país produziu. Na oportunidade, tratei essencialmente do Cardozo “jusfilósofo” e da sua concepção […]
19 de dezembro de 2019

CARDOZO, O DIREITO E A LITERATURA – Marcelo Alves Dias de Souza

CARDOZO, O DIREITO E A LITERATURA – Já faz muito tempo, eu escrevi aqui sobre Benjamin N. Cardozo (1870-1938), que foi juiz da Suprema Corte dos Estados Unidos da América e um dos maiores juristas que aquele país produziu. Na oportunidade, tratei essencialmente do Cardozo “jusfilósofo” e da sua concepção […]
12 de dezembro de 2019

CABEÇA DE JUIZ – Marcelo Alves Dias de Souza

CABEÇA DE JUIZ – Num dos meus artigos, defendi aqui, enfaticamente, a aplicação do princípio da igualdade para além do plano normativo. Para mim, a lei – que deve ser igual para todos – deve ser também, perante o Judiciário, se semelhantes as situações envolvidas, igualmente interpretada e aplicada. Para […]
26 de novembro de 2019

BIBLIOTECAS ESPANHOLAS (II) – Marcelo Alves Dias de Souza

BIBLIOTECAS ESPANHOLAS (II) –  Na semana passada, conversamos aqui sobre a “Biblioteca Nacional de España”, cuja sede principal fica em Madrid (no Paseo de Recoletos, 20-22) e, principalmente, sobre a “Biblioteca do Monastério Real de San Lorenzo del Escorial”, que fica a noroeste da capital do país (cerca de uma […]
19 de novembro de 2019

BIBLIOTECAS ESPANHOLAS I – Marcelo Alves Dias de Souza

BIBLIOTECAS ESPANHOLAS I – Na minha última estada na Espanha, em 2015, para participar do 3º Encontro Internacional da Associação Nacional dos Procuradores da República/ANPR (que teria lugar sobretudo em Madrid), aproveitei para chegar uns dias antes e fazer um “tour” pelas regiões de Castela e Leão e Castela-La Mancha, […]
6 de novembro de 2019

AS SÚMULAS E O TEMPO – Marcelo Alves Dias de Souza

AS SÚMULAS E O TEMPO – Pelo que escrevo aqui, todos já sabem que sou entusiasta – e razoavelmente estudioso – da teoria dos precedentes judiciais. Nos meus estudos sobre a matéria, por esses dias andei analisando a importante relação entre as súmulas (e os seus enunciados, claro), especialmente a […]
24 de outubro de 2019

AS REGRAS DO POLICIAL – Marcelo Alves Dias de Souza

AS REGRAS DO POLICIAL – A questão do gênero ou da tipologia da literatura é bastante controversa. Grandes obras normalmente não se conformam às regras do gênero; e muitos críticos literários sequer reconhecem a existência desse conceito (de gênero da literatura). Sobre essa polêmica, aliás, eu escreverei aqui qualquer dia […]
16 de outubro de 2019

AS LIVRARIAS DE OXBRIDGE – Marcelo Alves Dias de Souza

AS LIVRARIAS DE OXBRIDGE –  “Oxbridge” é uma palavra amálgama que serve para designar conjuntamente as cidades e, mais especificamente, as universidades de Oxford e Cambridge. Pertinho de Londres, menos de uma hora de trem, essas duas cidades universitárias são belíssimas e, assim, indicadas tanto para o estudo sério como […]
1 de outubro de 2019

LOMBROSO E A LITERATURA – Marcelo Alves Dias de Souza

LOMBROSO E A LITERATURA – Misturando direito e literatura, eu já escrevi aqui sobre a “vida imitando a arte” e a “arte imitando a vida”. Hoje, vou escrever sobre a “literatura imitando o direito”, mais especificamente sobre a literatura imitando a criminologia de Cesare Lombroso (1835-1909). Lombroso foi – e […]
23 de setembro de 2019

AS DOZE TÁBUAS – Marcelo Alves Dias Souza

AS DOZE TÁBUAS – Já escrevi aqui – em textos como “O mais antigo código”, “O Código de Hamurábi”, “O legislador de Deus”, “As leis de Drácon”, “As leis de Sólon”, “O legislador espartano”, “O grande codificador” e por aí vai – sobre alguns monumentos legislativos da Antiguidade. Hoje, aproveitando […]
1 de julho de 2019

O INVENTOR – Marcelo Alves Dias de Souza

O INVENTOR – Existem alguns candidatos a pioneiros daquilo que hoje chamamos de ficção policial/detetivesca. O inglês William Wilkie Collins (1824-1889), autor de “The Woman in White” (1860) e de “The Moonstone” (1868), sobre quem já escrevi aqui, é um deles. O estadunidense Edgar Allan Poe (1809-1849), um dos maiores […]
25 de junho de 2019

A INTEGRAÇÃO DO DIREITO I – Marcelo Alves Dias de Souza

A INTEGRAÇÃO DO DIREITO I – Como sabemos, a lei não pode – no sentido de “não estar apta a” – regular todos os fatos acontecidos e potenciais da convivência humana. A essas situações, em que não é possível fazer a subsunção do fato (ou da hipótese fática) à lei, […]
18 de junho de 2019

A FICÇÃO JURÍDICA III – Marcelo Alves Dias de Souza

A FICÇÃO JURÍDICA III – Como registrado aqui nas duas últimas semanas, a literatura ficcional tem tomado emprestado do direito muitos dos seus temas, das suas personagens e da sua dramaticidade. Há uma infinidade de temas jurídicos de que ela faz uso: justiça, sistema judicial, prisões, crimes não explicados, homicídios, […]
13 de junho de 2019

A FICÇÃO JURÍDICA II – Marcelo Alves Dias de Souza

A FICÇÃO JURÍDICA II – Na semana passada, afirmei aqui ser possível classificarmos algumas obras da literatura – e falo sobretudo de romances, novelas, contos ou peças de teatro – numa categoria ou gênero que denominei “ficção jurídica”. Dei até alguns elementos que podemos encontrar e medir nessas obras para […]
3 de junho de 2019

A FICÇÃO JURÍDICA I – Marcelo Alves Dias de Souza

A FICÇÃO JURÍDICA I – Como já disse aqui certa vez, a questão do gênero ou da tipologia na literatura ficcional é bastante controversa: antes de mais nada, as grandes obras-primas normalmente não se conformam às regras convencionadas; e muitos críticos literários sequer reconhecem a existência desse conceito (de gênero […]
29 de maio de 2019

A FAMOSA BIBLIOTECA DE DUBLIN – Marcelo Alves Dias de Souza

A FAMOSA BIBLIOTECA DE DUBLIN – No já distante ano de 2011 – vide as crônicas “Em Dublin” e “Pubsday” –, eu escrevi aqui sobre a capital da República da Irlanda, terra natal ou adotada de George Bernard Shaw (1856-1950), William Butler Yeats (1865-1939) e Samuel Becket (1906-1989), os outrora […]
20 de maio de 2019

A ESCOLA DA EXEGESE – Marcelo Alves Dias de Souza

A ESCOLA DA EXEGESE – Corrente de pensamento, no direito, tem para todos os gostos. Embora hoje fora de moda, uma das mais famosas e curiosas dessas correntes restou conhecida como a “escola da exegese”, que despontou na França, na primeira metade do século XIX, fruto do surgimento do Código […]
13 de maio de 2019

DA REVOLUÇÃO ANIMAL – Marcelo Alves Dias de Souza

DA REVOLUÇÃO ANIMAL – Foi Thomas Kuhn (1922-1996), no seu “A estrutura das revoluções científicas” (“The Structure of Scientific Revolutions”, 1962), que nos mostrou ser a ciência um fenômeno dinâmico, em latente construção cultural. Ela não é dotada de verdades objetivas universais. É certo que, na “ciência normal”, assim chamados […]
8 de maio de 2019

A CIDADE EUROPEIA – Marcelo Alves Dias de Souza

A CIDADE EUROPEIA – Estrasburgo – localizada na Alsácia, belíssima região na fronteira nordeste da França, limitada pelo rio Reno e conhecida produtora e rota turística de vinhos (vide as cidades de Colmar, Eguisheim, Riquewihr, Ribeauvillé e outras mais) – se autodefine como “a cidade europeia”. Tendo estado lá há […]