19 de novembro de 2017

O VELHO ATHENEU – José Narcelio Marques Sousa

O VELHO ATHENEU –  Realmente, o Colégio Estadual do Atheneu Norte-Riograndense não é apenas uma tradicional instituição do Estado, mas uma casa de ensino quase bicentenária com 183 anos de existência, aberta em fevereiro de 1834, na monarquia. Segundo apontamentos de Luiz da Câmara Cascudo, o fundador do Atheneu foi […]
12 de novembro de 2017

UMA MENTE BRILHANTE – José Narcelio Marques Sousa

UMA MENTE BRILHANTE –  Ariano Suassuna, numa de suas aulas-espetáculo, comentou a opinião de um produtor e jurado de programa de televisão que considerou Chimbinha, o líder da banda Calypso, um guitarrista genial. Naquela oportunidade ele abominou o dito comentário, com a seguinte justificativa: Se eu gasto o adjetivo genial […]
5 de novembro de 2017

É TUDO UM PISCAR DE OLHOS – José Narcelio Marques Sousa

  É TUDO UM PISCAR DE OLHOS –   Houve um tempo que me incomodava ouvir falar de morte ou de vida após a morte, mas, à medida que os anos atingem os costados de nossa existência o homem fica mais reflexivo com relação ao seu futuro, e queda-se perguntando: Por […]
29 de outubro de 2017

A CATEDRAL DA PRAÇA PIO X – José Narcelio Marques Sousa

A CATEDRAL DA PRAÇA PIO X – Uma das lembranças marcantes da minha infância é a Praça Pio X, desativada para a construção da Catedral Metropolitana de Natal. Margeá-la integrava meu percurso obrigatório no deslocamento de casa para a escola e vice-versa. Eu morava na Rua Mossoró e estudava no […]
22 de outubro de 2017

VELHOS TEMPOS, BELOS DIAS – José Narcelio Marques Sousa

  Volta e meia flagro-me dedilhando teclas pretéritas. Saudosismo? Não. Nada de excessiva valorização do passado. Viagem no tempo? Pode ser. Para mim, deleitar-se com os bons momentos usufruídos na existência de cada um de nós, consiste no melhor exercício para amenizar o inclemente avançar dos anos de nossas vidas. […]
15 de outubro de 2017

HIPPIE DRIVE-IN – José Narcelio Marques Sousa

 O Hippie Drive-in foi um empreendimento deslocado de seu tempo que existiu em Natal entre 1967 e 1974. Não era clube nem restaurante nem boate, mas uma mistura de tudo isso e mais alguma coisa. Consistia numa área de lazer com 40 mil metros quadrados abrigando bares, restaurantes, boates, parque […]
8 de outubro de 2017

MÁRTIRES DE CUNHAÚ E URUAÇU – José Narcelio Marques Sousa

O Rio Grande do Norte está em festa, pois no próximo domingo 15 de outubro, a Santa Sé incluirá 30 mártires do Brasil, beatificados em 5 de março de 2000 pelo Papa João Paulo II, no rol de adoração da Igreja Católica. Para que entendamos as razões das canonizações das […]
24 de setembro de 2017

COISAS DETESTÁVEIS – José Narcelio Marques Sousa

  Existem situações, atitudes e ocorrências do nosso cotidiano que, para alguns, parecem naturais, mas para outros assumem proporções detestáveis beirando o insuportável. O cronista mineiro Paulo Mendes Campos, 50 anos atrás, publicou um rol de algumas situações execráveis, relação essa na qual eu tomei a liberdade de acrescentar outras […]
10 de setembro de 2017

O DIA QUE EU NUNCA ESQUECEREI – José Narcelio Marques Sousa

  Amanhã será 11 de setembro, o 254º dia do Calendário Gregoriano. Dia dedicado a São João Gabriel. Nessa data nasceram Carl Zeiss, Brian de Palma e Franz Bekenbauer, e faleceram Antero de Quental, Nikita Kruschov e Salvador Allende. Ao longo da História fatos importantes destacaram o dia 11 de […]
27 de agosto de 2017

O FARDO NORDESTE – José Narcelio Marques Sousa

Os ataques dirigidos, pelas redes sociais, à estudante piauiense de administração Monalysa Alcântara, uma negra e nordestina eleita Miss Brasil 2017, traz à baila um preconceito já bastante nosso conhecido. Há tempo que o Nordeste convive com a incômoda pecha de fardo demasiadamente pesado para o Brasil. Volta e meia […]
24 de agosto de 2017

MILAGRE OU OBRA DO LIVRE ARBÍTRIO – José Narcelio Marques Sousa

MILAGRE OU OBRA DO LIVRE ARBÍTRIO – A onda de violência que assola o país atingiu proporções incontroláveis, mas, no Rio Grande do Norte em particular, assemelha-se a um surto epidêmico de moléstia imune a qualquer vacina. Mesmo diante da gravidade de uma epidemia, é comum lançarmos mão de mecanismos […]
13 de agosto de 2017

AMIGOS DE ONTEM E SEMPRE – José Narcelio Marques Sousa

Minha adorada mãe repetia à exaustão esta ladainha: “Seus verdadeiros amigos são seus país e irmãos, pessoas com quem vocês contam a qualquer hora. Amigo é aquele que fica para ajudar quando todo mundo se afasta”. Exagero à parte, a sabedoria materna aduz a decepções constatadas no cotidiano da vida […]
6 de agosto de 2017

DIO COME TI AMO – José Narcelio Marques Sousa

O cinema nunca deixará de ser uma grande diversão. O instrumento ideal para contar histórias verdadeiras ou inventadas, bem como adaptar literatura romanceada com o intuito de distrair, instruir ou, simplesmente, fazer as pessoas felizes. Ele veio para ficar, pois já são passados 118 anos desde a primeira exibição de […]
30 de julho de 2017

SIMPLIFICAR PRA QUÊ? – José Narcelio Marques Sousa

  Fazia algum tempo que eu sentia a cabeça martelar de frustração, devido minha inabilidade no manuseio de equipamentos eletrônicos. Isso mesmo! Uma total falta de concatenação quando posto diante da complexidade operacional dos sofisticados aparelhos de processamento de dados e de comunicação.  Acostumei-me a ver crianças de cinco, seis […]
23 de julho de 2017

AZNAVOUR, A LENDA VIVA – José Narcelio Marques Sousa

  Nas décadas de 60 e 70 era comum ouvirmos música romântica francesa em discos, filmes ou em programas de emissoras de rádio pelo Brasil. Algo raro atualmente. Daí a razão das vozes de Edith Piaf, Maurice Chevalier, Yves Montand, Silvie Vartan, Johnny Hollyday, Mireille Mathieu e Gilbert Bécaud me […]
16 de julho de 2017

RIR É O MELHOR REMÉDIO – José Narcelio Marques Sousa

Houve um tempo em que a família brasileira era leitora fiel da revista Seleções – nome da versão brasileira da Reader’s Digest. Circulando no país desde fevereiro de 1942 e vendida predominantemente por assinatura, Seleções sempre apresentou um formato peculiar: menor do que um periódico como a VEJA e maior […]
9 de julho de 2017

ENCOMENDA ESQUISITA – José Narcelio Marques Sousa

Sábado desses acordei com o toque irritante do telefone. Antes de me certificar quem chamava consultei o relógio de cabeceira que marcava 6h15. Era a esposa de um velho amigo. Ela sequer me cumprimentou indo direto ao assunto: Vocês estão com alguma viagem programada para os Estados Unidos? Respondi enfastiado: […]
2 de julho de 2017

SERÁ O BENEDITO? – José Narcelio Marques Sousa

    Lá se vão quase quatro décadas da morte do pernambucano Nelson Rodrigues (1912-1980), certamente o mais festejado dramaturgo do país, autor de centenas de contos onde explorou as paixões e as tragédias do cotidiano do brasileiro. Engendrar-se pelos enredos do escritor é também uma maravilhosa viagem ilustrativa dos […]
25 de junho de 2017

AVA GINA – José Narcelio Marques Sousa

A recém-nascida batizada com os prenomes que intitulam esta crônica foi vítima de um arroubo da paixão do pai por Ava Gardner e Gina Lollobrigida, duas belas atrizes da cinematografia mundial, no século passado, das quais ele era fá ardoroso. Isolados, os nomes apresentam sonoridades agradáveis; unidos, aventam a um […]
18 de junho de 2017

O MISTÉRIO DE LANCIANO – José Narcelio Marques Sousa

  Quinta-feira passada a Igreja Católica celebrou o Corpus Christi, o mistério da Eucaristia, o sacramento do Corpo e do Sangue de Cristo. Daí eu escrever este texto para ser interpretado sob a ótica da análise científica que o embasa, sem querer influenciar ninguém nem descambar para qualquer tipo de […]