28 de maio de 2017

A MAGIA DO “PRÍNCIPE” – José Narcelio Marques Sousa

  Quem tem mais de 50 anos de idade deve guardar na memória o sucesso alcançado pelos concursos de Miss Brasil nos anos 60, 70 e 80. Deve recordar também a expectativa que tomava conta do país, durante o desenrolar do processo de escolha da representante nacional para a disputa […]
21 de maio de 2017

A MINHA CANÇÃO – José Narcelio Marques Sousa

Dirigindo e sintonizando FMs ao acaso escutei, de passagem, este trecho de verso musicado: …preste atenção, essa é a nossa canção… Tratava-se de Nossa Canção, sucesso de Roberto Carlos, em 1966, com letra e música de Luiz Ayrão. Foi quando eu atentei para o detalhe de nunca haver definido uma […]
14 de maio de 2017

MEU ENCONTRO COM MADEMOISELLE BARDOT – José Narcelio Marques Sousa

  Somente agora tive coragem de relatar meu encontro com Brigitte Bardot, a lenda das telas do cinema nas décadas de 50 e 60, ela, na época, com 29 anos de idade. Isso, 53 anos atrás. Não o fiz antes porque ninguém acreditaria na história inverossímil de um nordestino jovem […]
7 de maio de 2017

A ERA DE OURO DOS TRIOS – José Narcelio Marques Sousa

  Não se fazem mais trios como os de antigamente. Nada como aqueles conjuntos musicais compostos por primeira, segunda e terceira vozes masculinas. Três intérpretes tendo como instrumental básico o violão, o afoxé e o tantã, com o qual obtinham o acompanhamento necessário para a perfeita colocação dos timbres vocais. […]
30 de abril de 2017

O VELHO HOTEL – José Narcelio Marques Sousa

Encontrei o superintendente regional do Iphan-Rn, Armando Ribeiro Holanda, anteontem, numa solenidade na nova sede da OAB, em Natal. Falamos sobre o antigo Hotel dos Reis Magos e do posicionamento do órgão quanto ao destino do mesmo. Finalmente, prevaleceu o bom senso. Abaixo artigo nosso publicado no Jornal de Hoje, […]
2 de abril de 2017

QUAL LEITE DEVO TOMAR? – José Narcelio Marques Sousa

Atravessamos a onda do radicalmente correto. É o politicamente correto, o moralmente correto, a correta vida ao ar livre e, agora, a postura alimentar correta. Quanto ao correto posicionamento alimentar, são tantas e tão contraditórias as opiniões acerca do que podemos ou não devemos consumir, que chegamos ao ponto de […]
29 de março de 2017

TAPIOCA PODE MATAR – José Narcélio Marques Sousa

TAPIOCA PODE MATAR – Meu amigo Tomaz Edson é um engenheiro em permanente busca por uma vida saudável. Não o reputo hipocondríaco, embora o excesso de zelo com a saúde lembre alguém portador da mania. Em sua última estada em Portugal, ele viajou sentindo uma persistente dor no estômago. Bastaram […]
19 de março de 2017

TAPIOCA PODE MATAR – José Narcelio Marques Sousa

Meu amigo Tomaz Edson é um engenheiro em permanente busca por uma vida saudável. Não o reputo hipocondríaco, embora o excesso de zelo com a saúde lembre alguém portador da mania. Em sua última estada em Portugal, ele viajou sentindo uma persistente dor no estômago. Bastaram poucos dias em Lisboa […]
12 de fevereiro de 2017

ANOTAÇÕES DE VIAGEM – José Narcelio Marques Sousa

Li, ou ouvi dizer, aqui ou alhures, que se descortina o caráter de um indivíduo submetendo-o a uma destas três situações distintas: numa mesa de jogo com apostas, emprestando-lhe dinheiro ou acompanhando-o em viagem com duração de mais de uma semana. Quanto às duas primeiras alternativas não posso me manifestar […]
22 de janeiro de 2017

PENA DE MORTE À BRASILEIRA – José Narcelio Marques Sousa

Samuel, 22 anos, tez morena, ensino médio concluído, arrimo de família, integrante do sistema carcerário brasileiro, foi preso por assalto à mão armada, condenado e trancafiado num dos presídios rebelados em 2017. Foi um julgamento sumário. Tão logo de posse da peça acusatória, o juiz na ânsia de anular mais […]
15 de janeiro de 2017

UM APELO SEM ECO – José Nacélio Marques Sousa

Darcy Ribeiro, antropólogo, escritor e político brasileiro, foi uma pessoa polêmica e um ardoroso defensor de suas ideias. Considerável parcela dos avanços obtidos na educação do Brasil deve-se ao mineiro de Montes Claros. Junto com Anísio Teixeira ele fundou a Universidade de Brasília e, na condição de vice-governador do Rio […]
8 de janeiro de 2017

FERDINANDO FUGIU PARA CASAR – José Narcelio Marques Sousa

  Somente após trinta anos de convivência eu soube que meu amigo Ferdinando fugira para casar com a sua única e querida esposa, quando adolescentes. Ele me pediu para guardar reserva acerca do fato, mas, como não existe apenas um Ferdinando no mundo, ninguém identificará meu amigo neste relato. Dessa […]
31 de dezembro de 2016

O QUE VALE A PENA – José Narcelio Marques Sousa

Terminarei minha participação anual neste Ponto de Vista com alguns dos pensamentos inspiradores de Felipe Cubillos, empresário e milionário chileno, que após amealhar considerável fortuna dedicou-se à filantropia. Cubillos faleceu num acidente aéreo em 2011, no Arquipélago de Juan Fernándes, aos 49 anos de idade. Acerca de teus filhos – […]
25 de dezembro de 2016

NATAL, UMA NOITE ÚNICA – José Narcelio Marques Sousa

Na Igreja Católica a celebração do nascimento de Cristo foi instituída pelo papa Libério no ano 354 d.C., ou seja, 1.662 anos atrás. Das tradições do catolicismo, as comemorações natalinas foram as que mais se agigantaram com o transcorrer dos anos, até se transformar numa das maiores festas do mundo […]
18 de dezembro de 2016

AS APARÊNCIAS ENGANAM – José Narcelio Marques Sousa

Em 1971 eu fui fazer um curso de extensão universitária no Rio de Janeiro. Eu e mais dois colegas engenheiros. Morávamos juntos num apartamento alugado na Rua Domingos Ferreira, em Copacabana. Três meses depois fui morar sozinho numa quitinete localizada na Rua Paula Freitas, também em Copacabana. Não havia como […]
11 de dezembro de 2016

AS BELAS E OS BONITOS – José Narcelio Marques Sousa

AS BELAS E OS BONITOS –   Nem sempre as mais belas cidades são as de nomes mais bonitos. Partamos do princípio de que o bonito para uns pode não ser para outrem, isto porque a beleza é algo subjetivo. Certo? Ainda assim, a “Forbes”, revista americana de negócios e economia, […]
4 de dezembro de 2016

JOHN LENNON, O MITO – José Narcelio Marques Sousa

JOHN LENNON, O MITO –  Na próxima quinta-feira, dia 8 de dezembro, serão 36 anos sem John Lennon, o mais reverenciado integrante dos The Beatles, ídolo inconteste de gerações amantes do rock and roll, em particular, daquela que viveu os anos 60 e 70. Na juventude, muitos marmanjos com faixa […]
27 de novembro de 2016

A CÁPSULA DO TEMPO – José Narcelio Marques Sousa

A CÁPSULA DO TEMPO –  É dureza ser avô. Não me refiro à grata satisfação de vermos os filhos transformados em pais. Atenho-me aqui às dificuldades que o exercício da condição paterna, em dose dupla, impõe ao despreparado, inábil e, algumas vezes, ridículo ente chamado avô, enfrentando peraltas de inteligências […]
20 de novembro de 2016

MILLÔR E APARÍCIO – José Narcelio Marques Sousa

MILLÔR E APARÍCIO – Somente após sua morte, em março de 2012, atentei para o detalhe de que Millôr Fernandes fora o substituto natural de Aparício Torelli na vanguarda do humorismo político brasileiro. Quando Aparício morreu em 1971, aos 76 anos de idade, Millôr contava com apenas 44 primaveras, metade […]
13 de novembro de 2016

A CAPELA DOURADA – José Narcelio Marques Sousa

A CAPELA DOURADA –  No final da semana passada, eu e minha mulher Edilza demos uma esticada até Recife. Tínhamos por objetivo conhecer a Capela Dourada, localizada na Igreja da Ordem Terceira de São Francisco do Recife, integrante do complexo de edificações do Convento de Santo Antonio, no bairro do […]