13 de setembro de 2017

O MAIOR PODER E AS BUNDAS JULGADAS – Flávio Rezende

O MAIOR PODER E AS BUNDAS JULGADAS – Caminhando em Ponta Negra no último domingo, observei que a maré deve ter sido muito brava no dia anterior. Pedras intocadas surgiram e cavadas profundas revelaram geografias ocultas por anos. Além da percepção das curvas naturais que repentinamente viraram realidade na paisagem […]
5 de setembro de 2017

APENAS MAIS UMA REFLEXÃO – Flávio Rezende

APENAS MAIS UMA REFLEXÃO – Estive em Cuba e vi de perto as casas quase no chão. Uma sacudidela natural ali arrasa quarteirões. Vi os fios expostos, as roupas desgastadas, a falta de informação sobre onde repousam os Castros, a desconfiança, a internet manca, a mesa fraca, a vontade de […]
22 de agosto de 2017

A ESPERANÇA NO BOA SORTE DOS VENDEDORES – Flávio Rezende

A ESPERANÇA NO BOA SORTE DOS VEREADORES – Acordei disposto ao caminhar e no percurso surge o vendedor de cartelas do Natal Cap. Venho adquirindo com ele, que se posiciona diante de uma padaria e também vende mel. Comprar cartelas desta empresa e bilhetes da quina ou sena é mágico. […]
16 de agosto de 2017

O CAOS – Flávio Rezende

O CAOS – Um ex líder de peso, ex presidente, hoje acusado de delitos, Lula, fala e não acredito em uma grama do que diz. O atual presidente, líder de nada, só de quadrilha, o Temer fala, não acredito uma grama no que diz. Uma ex presidenta, incompetente, marionete, descompensada, […]
9 de agosto de 2017

COLETORES MODERNOS – Flávio Rezende

COLETORES MODERNOS – Na Idade Média os senhores feudais ordenavam seus coletores a buscar entre os vassalos dinheiro, frutas, verduras e outros produtos. Para que pudessem viver cada vez mais abastados, aumentavam sempre as cotas e seus coletores eram impiedosos e agressivos. Diziam que empregavam na formação da força que […]
3 de agosto de 2017

COMENDO A VIDA COM OS OLHOS – Flávio Rezende

Quando estamos em nossa cidade temos uma maneira de viver e de se locomover.  Quando viajamos, alguns mantêm o mesmo modus vivendi. Eu gosto de mudar. Aqui tenho carro e o utilizo bastante. Atualmente disponibilizei para um filho social fazer Uber e tenho andado também de ônibus e de carona, […]
27 de julho de 2017

PEQUENOS OBJETOS, GRANDES RECORDAÇÕES – Flávio Rezende

PEQUENOS OBJETOS, GRANDES RECORDAÇÕES – Hoje decidi começar a trabalhar mais cedo para que pudesse sair da mesma forma, mais cedo também. Foi uma decisão acertada que me deu oportunidade de ver via Netflix o filme Flores Raras. Observando a poetisa americana morando no Brasil e colecionando prêmios, inclusive o […]
13 de julho de 2017

UM SONHO NA VARANDA – Flávio Rezende

UM SONHO NA VARANDA – Uma caminhada é na verdade um exercício de inclusão.  Do começo ao fim a mente movimenta vários pensamentos, reflexões e até sonhos na forma de desejos.  Alguns são perfeitamente possíveis dentro de minha atual situação, como tomar cafezinho popular ou mais sofisticado, mergulhar na praia […]
6 de junho de 2017

UM BEM NUNCA SE PERDE – Flávio Rezende

UM BEM NUNCA SE PERDE – A caminhada hoje seguia normal com Bob Marley no som quando dois amarelinhos dão bom dia e entabulamos uma agradável conversação. Um deles dividia ondas comigo na saudosa praia dos Artistas dos anos 70 e 80. O outro perguntou se lembrava dele. Olhei e […]
29 de maio de 2017

SOBRE “PAULADAS” – Flávio Rezende

SOBRE “PAULADAS” – Caminhando ontem em Ponta Negra encontrei um querido amigo meio petezado, que após o abraço fraterno se apressou em indagar: – Tô sentindo falta de umas “pauladas” suas em Temer. Expliquei a ele umas coisas que reproduzo aqui. Quando você mora numa cidade violenta, comenta sobre isso. […]
22 de maio de 2017

O ESPÍRITO DA VIDA – Flávio Rezende

O ESPÍRITO DA VIDA – Caminhar em Ponta Negra num domingo luminoso é sempre um portal para pequenos êxtases. Com o olhar focado no lado bom da vida, o coração cheio de gratidão por uma existência repleta de passagens maravilhosas e as orelhas cobertas por um objeto que reproduz um […]
24 de abril de 2017

A MOCINHA DAS CANGAS – Flávio Rezende

A MOCINHA DAS CANGAS – Depois de residir em Mãe Luiza por 18 anos fui parar em Ponta Negra. Como a casa fica no conjunto, decidi passar a caminhar no calçadão da praia. Deste tempo para hoje já se passaram oito anos e, neste período, fui vendo e observando alguns […]
20 de abril de 2017

A AVENIDA PAULISTA É O BRASIL – Flavio Rezende

A AVENIDA PAULISTA É O BRASIL – Viajante de promoções se sujeita a intervalos gigantes entre chegadas e partidas. Mas isso nem sempre é algo negativo. Tendo ainda um dia de férias para usufruir, desembarco em São Paulo pela manhã e só parto para Natal às 23h10. Começo então um […]
31 de março de 2017

E OS NOSSOS ESPAÇOS CULTURAIS? – Flávio Rezende

E OS NOSSOS ESPAÇOS CULTURAIS? – Estive em Santiago recentemente e fiquei impressionado com a quantidade de espaços culturais na cidade.   Este mês o nosso TAM completou 103 anos e está fechado há quase dois anos. A biblioteca pública, acho que mais tempo.    O teatro do Alecrim idem. […]
6 de março de 2017

O DENTE DE ANTES E O DENTE DE HOJE – Flávio Rezende

O DENTE DE ANTES E O DENTE DE HOJE – Acordo e pergunto ao mano Jorge – o Tiradentes da família, se posso caminhar. Com o sim e apenas uma recomendação de gelo na boca, parto para meu porto preferido, a orla de Ponta Negra. Não precisei dar muitos passos […]
7 de fevereiro de 2017

UMA CAMINHADA E VÁRIAS POSSIBILIDADES – Flávio Rezende

UMA CAMINHADA E VÁRIAS POSSIBILIDADES – Flávio Rezende Caminhar sem o componente só da atividade física é uma ciência. Primeiro temos várias possibilidades geográficas.  Livre posso ir ao norte ou ao sul. Sem amarras devo decidir o ritmo e agregar adereços.  Ao me por no caminho solto a mente que vagueia […]
5 de novembro de 2016

COM RESPEITO, PAIS E FILHOS CONVIVEM NUMA BOA -Flávio Rezende

COM RESPEITO PAIS E FILHOS CONVIVEM NUMA BOA – O dia começou cedo e a caminhada elegeu Janis Joplin para fundo musical. Os personagens naturais e humanos foram surgindo e acordando os pensamentos e reflexões que vão tomando  espaço na mente inquieta e acesa neste domingo de sol e céu azulado. […]
26 de outubro de 2016

ARTIGO: Flávio Rezende

ANGÚSTIAS, REFLEXÕES E SITUAÇÕES – Em menos de doze horas passei por duas situações inusitadas e que promoveram reflexões diversas em meu ser. Esta semana, ao esperar minha esposa no carro diante de uma farmácia fui abordado por um senhor bem vestido, com aparência de classe média alta. No frigir […]
16 de outubro de 2016

ARTIGO: Flávio Rezende

DE TICO E DE TECO E OUTRAS MILONGAS MAIS – Tenho uma mana praticamente candanga, pois para o planalto se jogou faz uma era. Ao ler meus escritos diz que eu junto Tico com Teco e pronto: o texto nasce sem fórceps. E no Tico e Teco da vida, na […]
21 de setembro de 2016

ARTIGO: Flávio Rezende

O BIG AMOR QUE A VIDA NOS OFERTA – A caminhada acontece e desta feita com cumplicidade do primogênito. Esta semana que termina tive a felicidade de ter vários momentos com os filhos. Estivemos juntinhos em cinemas, shoppings, passeios, visitas hospitalares, ações sociais, jogamos sinuca, brincamos de jogos das sílabas, […]