ARTIGO: Fernando Jorge

FERNANDO JORGE

A SELEÇÃO OLÍMPICA DE FUTEBOL – 

Acho incrível como a maioria da imprensa nacional já está idolatrando esses atuais jogadores da nossa seleção olímpica de futebol. Colocam eles num patamar de supremacia, que na verdade só existe nas suas cabeças.

Posso estar aqui falando uma tremenda bobagem, posso até queimar a minha língua, mas esse é o meu sentimento: O Brasil não ganha esse ouro olímpico de futebol masculino.

Não estou na torcida do contra. Estou sim, dentre aqueles que acreditam que a maior preocupação desses jogadores não é no coletivo e sim nas suas performances individuais. Vide Neymar.

Devia ser proibido em tempos de convocação e preparação da seleção para competições importantes, permitir aos jogadores tratarem sobre negociações financeiras e etc. Onde fica a cabeça desses jogadores? Na Seleção, com certeza não é.

E ainda, é um tal de corte de cabelo estilizado, exageros nas questões de aparência (sobrancelhas e costeletas) e tatuagens em exagero no corpo, e etc…

Pois é. Ei sou do tempo em que o jogador se preocupava em jogar bola. A consequência de um bom contrato era uma questão de tempo, de forma gradual e natural.

Mas, vamos em frente e oxalá eu esteja completamente equivocado. Afinal, eu sou brasileiro e ainda apreciador de um bom futebol.

Fernando Jorge – Contabilista e empresário

As opiniões contidas nos artigos são de responsabilidade dos colaboradores

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *